Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Style You

Por João Miguel Barbosa

Para o Outono

Quando começa o outono e os primeiros dias frios, é muito importante preparar o guarda-roupa.

 

A ter em conta as 5 imprescindíveis dicas de moda para o outono, que sem duvida vão ajudar a fazer as melhores combinações, juntamente com as tendências da estação:

- Casaco de Couro

Os casacos de couro combinam com qualquer tipo de roupa, para não mencionar que ajudam a conferir um visual ao mesmo tempo elegante e informal  

Basicamente basta combinar um casaco de couro com qualquer visual, que o resultado será sempre optimo

 

- Calças Oxford  

As calças Oxford são uma boa peça para usar com alguns visuais de outono. O corte é extremamente confortável

A não esquecer que esta é uma peça quase sempre presente em todas as colecções de Outono/Inverno  

 

- Combinar Padrões  

Ao pensar no Outono, é necessário saber que se pode e deve combinar padrões. Por exemplo, o animal print, padrões florais, quadrados lenhador, etc., são padrões sempre na moda, combinam com imensas outras peças de roupa e os resultados são sempre garantidos e elegantes

 

- Saias de couro  

As saias de couro são óptimas para usar de noite e até mesmo durante o dia. Tudo o que se precisa é de uma camisa atraente, talvez um casaco ou um blazer, uns bons sapatos e pronto! Uma das melhores tendências do Outono  

 

- Sabrinas  

Sem duvida, um dos modelos mais confortáveis de sapatos para usar no Outono - são simples, casuais, mas também elegantes o bastante para parecer atraente durante o dia e a noite

 

Style you

A ver!

phpThumb_generated_thumbnailjpg

A mais fascinante companhia de bailado do mundo, Les Ballets Trockadero de Monte Carlo, está de regresso a Portugal com um novo espectáculo.


Composta só por homens, Sim! Não há mulheres na companhia, eles dão conta de todos os papéis!, os “Trocks” aliam a mestria da dança com o humor, fazendo o público esquecer que só há homens em cima do palco aos... primeiros minutos.

 

Les Trocks, nome carinhoso pelo qual é conhecida esta companhia, nasceu há 42 anos, off-broadway, e rapidamente conquistou a ribalta com a apurada técnica e graciosidade de movimentos dos seus bailarinos. No seu repertório estão os clássicos mas também originais, e dançar “em pontas” não assusta!

 

“A mais divertida noite de ballet de sempre”, diz o Sunday Times
“Ideal para quem não percebe ballet e absolutamente imperdível para quem acha que conhece os clássicos”, afirma o Sydney Star Observer.

 

Coliseu Porto
22 Novembro às 21h30
Preço: entre 20€ e 40€

CCB
24 a 26 Novembro
24 e 25 às 21h
25 e 26 às 16h
Preço: entre 15€ e 45€

Ir às Compras

Um simples passeio num Centro Comercial, para algumas pessoas que não conseguem evitar promoções ou grandes liquidações, pode transformar-se num verdadeiro perigo – acaba-se por comprar imensas peças de roupa apenas por impulso e sem antes refletir sobre determinado produto!

 

Às vezes, nem mesmo depois de se passar um longo período a experimentar peças de roupa, consegue-se livrar do arrependimento de inúmeras compras que nunca vão ser usadas.

 

A ter em conta os erros típicos que se costumam cometer aquando se esta a experimentar roupas e saber igualmente como evitar as armadilhas:

- Nunca comprar peças de roupa se estas não tiverem no tamanho certo - encolher a barriga e prometer futuras dietas só para caber num vestido vai somente criar falsas ilusões e com que se deixe de experimentar novas opções que podem ficar ainda melhores

 

- Experimentar roupas somente com a luz do provador é um erro grave, já que elas podem iludir a visão, logo dar uma volta pela loja para ver a roupa com uma luz diferente é a melhor opção

 

- Ir sempre acompanhado aquando se for experimentar roupas, pois confiar completamente no espelho do provador pode causar grandes arrependimentos. Uma segunda opinião pode alertar para pequenos defeitos que sem uma segunda opinião não se repara

 

- Para quem sair de casa já com a disposição de comprar determinada peça, ir já com um par de sapatos que se acredite que se vá usar com visual

 

- Se possível experimentar o visual com pelo menos o mínimo de maquilhagem e/ou o cabelo penteado, pois ajuda a visualizar o resultado final, logo a escolha será mais certeira

 

- Não se deixar levar pela pressão de um vendedor -  ver e escolher as roupas com tempo, observando cada detalhe da peça e de como ela fica no corpo

 

Style you

A ver!

lady-gaga.jpg

Com o disco Joanne Lady Gaga procurou trazer o seu público para mais perto, revelando um corpo de trabalho mais pessoal, ela pretende ir além com o documentário Gaga: Five Foot Two.

 

A nova produção documental da Netflix acompanha a jornada emocional da cantora, com altos e baixos, ao longo de um ano: problemas de saúde e relacionamento, crises de choro, processo criativo, culminando na sua apresentação no intervalo do Super Bowl, no início de 2017. Alguns desses episódios podem ser vistos em vídeos bem curtos, divulgados pela própria Gaga no seu Instagram.

 

“É um momento raro quando alguém é convidado a testemunhar, dos bastidores, a verdade nua e crua de um indivíduo, ainda mais quando essa pessoa é uma das figuras públicas mais reconhecíveis, influentes e analisadas na cultura actual”, comenta Lisa Nishimura, vice-presidente de documentários originais da Netflix. A direcção ficou por conta de Chris Moukarbel, indicado ao Emmy pelo doc Banksy does New York, da HBO. “Tive uma oportunidade rara de criar um retrato de uma artista com um coração e uma mente tão abertos… Sinto-me realmente sortudo pelo fato de Gaga ter confiado em mim e na minha visão”, acrescenta o director.

 

A cantora, entretanto, não pretende ver o resultado final tão cedo. “Vi alguns bocados, mas decidi não assistir ao filme todo porque não consigo ser objectiva comigo mesma. Vocês verão antes de mim”, comentou nas redes sociais. A premiére mundial do filme acontece durante o Festival de Cinema de Toronto,a 22 de Setembro e no mesmo dia, Gaga: Five Foot Two estará disponível para assinantes.

Outono/Inverno para Homem

As tendências masculinas do Outono/Inverno apresentam sempre uma imagem mais clássica e elegante, de homens que cuidam da sua aparência! 

 

Este estilo de homem tem o profundo desejo de recuperar as antigas tradições clássicas, porém sem esquecer o futuro e a necessidade de adaptar as velhas tradições aos tempos mais modernos.

O homem passa a saber realmente o que busca, uma independência e autoconfiança, sem deixar para trás seu charme natural e elegância.

As gravatas ultra-elegantes, os coletes mais modernos e casuais, tecidos de alta qualidade, com aspecto macio e quente, as calças “skinny” continuarão na estação, além de algumas de comprimento até o tornozelo, dando a impressão de uma maior altura, Camisas e camisolas com um estilo mais sério, ou ornamentados com couro, casacos de origem simples, mas também clássicos, sendo compridos e feitos de lã quente, são algumas das tendências.

 

O corte não deixa de ser ajustado ao corpo, relembrando ao clássico corte de estilo inglês, com as suas características ajustadas e de referência militar. Ombros amplos, cintura e calças mais ajustadas.

As cores são predominantemente: o cinzento, o azul que poderá ir desde o eléctrico até ao muito escuro, o branco, o castanho, o roxo, o “bordeaux”, o encarnado brilhante e o verde. Esta última tonalidade pode ser considerada uma das mais sensacionais cores desta temporada para os homens.

 

Nos acessórios predominam as malas em tamanhos grandes e práticas, estas serão feitas de tecidos ou couro autêntico, com fechos e bolsos externos. Modelos para serem levados nas mãos ou ombros. Podendo-se combinar as calças com as malas, para alguns estilos.

 

Um homem com uma personalidade dinâmica e essencial para uma sociedade moderna, mas ao mesmo tempo confortável.

 

Style you

News

Prime-Wardrobe.jpg

Desde que lançou em 2005 o serviço Amazon Prime, uma espécie de clube que oferece benefícios para os seus clientes, a Amazon tem desenvolvido estudos de como tornar as compras virtuais o mais semelhantes possível com as experiências físicas.

 

A novidade agora é o novo serviço de prova de roupas antes do cliente finalizar a compra. Assim como numa loja, os assinantes do Prime podem encomendar diversas peças do site, recebem em casa, experimentam e só pagam as escolhidas. As roupas que não servirem são recolhidas directamente na casa do cliente, sem custos adicionais.

 

Apelidado de Prime Wardrobe, o serviço começa a ser testado em versão beta apenas nos Estados Unidos. Não há limite de peças que um cliente pode pedir, mas quanto menos devoluções, maiores os benefícios: quem ficar com três ou quatro peças ganha 10% de desconto sobre o valor original. Já quem arremata cinco ou mais ganha 20% na compra toda.

 

Com isto, o comercio on-line está a trabalhar para que: se o consumidor ainda tem alguma dúvida se vai levar a peça ou não, o serviço da Amazon dá a hipótese de se resolver na hora, tendo uma experiência real com a peça.

 

Mais focada na moda que nunca, a empresa anunciou no ano passado a intenção de ter sua própria linha de roupas, ideia que ainda não se concretizou.

 

No entanto, o portal de compras tem no seu portfólio marcas como Calvin Klein, Rebecca Minkoff, Ted Baker e J Brand, todas fazendo parte do novo Prime Wardrobe.

 

Ver o vídeo de apresentação do Prime Wardrobe aqui.

Como Organizar o Guarda-Roupa

A organização do guarda-roupa deve ser encarada como uma boa oportunidade de verificar todas as peças que se possui e avaliar quais são realmente usadas e aquelas que podem ser descartadas, por exemplo, as que não servem mais. Aproveitar para separar roupas, sapatos e acessórios, em bom estado e que podem ser doados.

 

Para começar tem de se tirar a roupa toda do armário - concluída essa fase em que já definiu o que será colocado de volta no guarda-roupa, o segundo passo é categorizar as peças. Por exemplo, dispor sobre a cama, camisolas e camisas de manga curta, calça, todas as peças de ganga também juntas, vestidos igualmente juntos, etc. - esta tarefa ajuda na visualização e a organização fica mais prática e funcional.

O número de famílias dependerá da quantidade e variedade de roupas e sapatos. Por exemplo: com somente duas saias longas e outras duas, curtas, estes itens podem formar apenas uma categoria: a das saias.

A categorização pode ser também determinada pela cor - especialmente como uma segunda  hipótese - caso haja uma diversidade de cores que permita essa separação. Contudo a organização cromática, nem sempre é necessária: em guarda-roupas onde se tem um menor conjunto variável de cores entre as peças, o aconselhável é categorizar exclusivamente por famílias.

 

Organizar o armário está associado directamente aos inúmeros organizadores disponíveis no mercado. Mas é aconselhável comprar sem planear - colocar em ordem o espaço do guarda-roupa nem sempre requer muitos desses produtos.

Todavia arrumar o guarda-roupa sem adquirir qualquer organizador é difícil, a exemplo dos imprescindíveis cabides ou de um separador de meias para gavetas. Por isso, é importante separar as famílias das peças para identificar se é necessário ou não um organizador específico.

 

Dicas gerais:
- Não escolher o cabide considerando somente o tipo de material. Sendo de madeira, de plástico resistente ou de aço, o mais importante é saber se o utensílio suporta o peso da roupa sem quebrar ou deformar a peça. Ou seja, para uma roupa mais leve, um cabide fino é suficiente, mas para um fato é necessário um com melhor sustentação, mais largo nas extremidades. Todavia, a constância  de material pode criar uma harmonia visual

- Para quem não tem uma sapateira, os calçados podem ser organizados dentro do guarda-roupa, em caixas de plástico, com furos para ventilação, ou em prateleiras

- Arrumar em gavetas: meias, roupa interior, roupas de ginástica e pijamas. Para as meias e roupa interior, escolher os organizadores, aqueles que dividem em nichos o espaço da gaveta, podendo ser de tecido ou acrílico

- Camisas, calças, saias, vestidos, casacos, fatos e blazers devem ser pendurados em cabides.  As bermudas, calções, calças de ganga e de fazenda podem tanto ficarem suspensas em cabides quanto dobradas em prateleiras. Por sua vez, as malhas devem ficar em prateleiras, dobradas, pois isso evita a deformação das peças


- As Camisas podem ser dobradas e acomodadas em gavetas ou prateleiras, mas se houver espaço disponível, a melhor alternativa é colocá-las em cabides

- Colocar os cintos em cabides ou enrolados um a um, numa caixa baixa ou ainda em organizadores especiais dispostos em gavetas

- As gravatas podem até ser guardadas em divisores de acrílico, dentro de gavetas, mas para evitar que fiquem muito amarrotadas, uma boa dica é pendurá-las em cabides 

- As prateleiras do armário são o melhor lugar para dispor as malas, organizadas por frequência de uso, tamanho ou cor. Caixas ventiladas, com transparência ou visor para facilitar a identificação, também são uma opção. Cuidado, porém, para evitar a deformação das unidades, respeitando a altura e largura necessárias para a armazenagem

- As roupas de cama e de banho podem ser colocadas em prateleiras ou caixas dentro do guarda-roupa. Essas caixas são úteis também para armazenar roupas que sejam menos usadas, por exemplo, durante o verão, arrumar nelas as peças de inverno que podem ser dobradas ou vice versa

 

Style you

A ler!

dior-ss2004-1200x803.jpg

O ano de 2017 tem sido bastante agitado para a Dior: além do começo de Maria Grazia Chiuri no inicio do ano, a marca comemora seu 70º aniversário com grande exibição no Museu de Artes Decorativas e o lançamento de um novo livro com mais de 1000 imagens.

 

Dior Catwalk: The Complete Collections tem introdução assinada pelo jornalista Alexander Fury e conta com imagens de todos os desfiles de Alta-Costura marca e também dos mais conhecidos desfiles de prêt-a-porter desde 1947, ano da fundação. É uma ode à história estética da Dior desde Christian Dior, passando pela ascensão de Yves Saint Laurent, logo após a morte do Monsieur Dior, e dos designers contemporâneos como Gianfranco Ferré, Raf Simons e John Galliano. Às criações exuberantes de Galliano, aliás, são dedicadas 250 páginas do livro, que também se presta a contextualizar o leitor com imagens dos cenários e dá atenção ainda aos looks de beleza de alguns desfiles.

 

Lançado no inicio de Agosto, em Londres, o livro é publicado pela editora Thames & Hudson, responsável também por um título semelhante a esse que retrata todas as coleções de Karl Lagerfeld na Chanel.

 

Dior Catwalk: The Complete Collections está disponível nas lojas Dior, contudo pode-se comprar aqui.