Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Style You

Por João Miguel Barbosa

Para o Outono

Agora que já começou o outono e os primeiros dias frios, é muito importante preparar o guarda-roupa.

 

A ter em conta as 5 imprescindíveis dicas de moda para o outono, que sem duvida vão ajudar a fazer as melhores combinações, juntamente com as tendências da estação:

- Casaco de Couro

Os casacos de couro combinam com qualquer tipo de roupa, para não mencionar que ajudam a conferir um visual ao mesmo tempo elegante e informal.

Basicamente basta combinar um casaco de couro com qualquer visual, que o resultado será sempre optimo.

 

- Calças Oxford  

As calças Oxford são uma boa peça para usar com alguns visuais de outono. O corte é extremamente confortável.

A não esquecer que esta é uma peça quase sempre presente em todas as colecções de Outono/Inverno.

 

- Combinar Padrões  

Ao pensar no Outono, é necessário saber que se pode e deve combinar padrões. Por exemplo, o animal print, padrões florais, quadrados lenhador, etc., são padrões sempre na moda, combinam com imensas outras peças de roupa e os resultados são sempre garantidos e elegantes.

 

- Saias de couro  

As saias de couro são óptimas para usar de noite e até mesmo durante o dia. Tudo o que se precisa é de uma camisa atraente, talvez um casaco ou um blazer, uns bons sapatos e pronto! Uma das melhores tendências do Outono.

 

- Sabrinas  

Sem duvida, um dos modelos mais confortáveis de sapatos para usar no Outono - são simples, casuais, mas também elegantes o bastante para parecer atraente durante o dia e a noite.

 

Style you

A Não Perder!

Amanda Palmer Concert.jpg

Amanda Palmer, apresenta-se no Theatro Circo em Braga, com um concerto intimista, de piano e a solo, integrado na There Will Be No Intermission Tour.

 

Chamam-lhe "Amanda Fucking Palmer", a cantora de 42 anos, performer, compositora, pianista, escritora feminista e fundadora dos Dresden Dolls, mãe de um rapaz de 3 anos e casada há nove com o romancista Neil Gaiman – com quem mantém uma relação aberta –, revela-se "sem papas na língua" a abordar assuntos como o aborto, a poligamia ou as políticas "para controlar as mulheres" e usa a palavra "F".

 

A não perder no dia 21 de Novembro, em data única.

As Mulheres e os Ombros Largos

Uma boa parte das mulheres não gosta dos ombros largos e muito menos ostentá-los, fazendo então, tudo para escondê-los!

 

A verdade é que os ombros largos, em geral, costumam dar uma aparência mais forte ao visual feminino, trazendo uma certa dificuldade em equilibrar a silhueta e a falta de cuidado com a escolha das peças certas, pode deixar um visual um pouco masculinizado. Além do que, não são todos os tipos de roupas que ficam bem nas mulheres que possuem ombros largos, problema acarretado principalmente pela própria estrutura natural do corpo, em geral com as ancas bem mais estreitas.

 

Para evitar o efeito de ombros largos, basta ter em conta uma série de importantes dicas e assim ganhar uma silhueta perfeita e proporcional:

- Usar peças que atraiam o olhar para o centro das costas como o decote cruzado e peças com pedras ou detalhes e com brilho no centro

 

- Evitar decotes que deixem os ombros a mostra, como frente única ou cai cai

 

- Tentar chamar a atenção para o colo, com decotes que valorizem os seios. O lema é invistir em peças com peito marcado, decote V e V mais profundo

 

- Abusar de colares e acessórios que atraem o olhar para o rosto, criando linhas verticais no centro. Pensar sempre que a atenção deve ser desviada dos ombros para o meio roupa

 

- Evitar detalhes marcados nos ombros ou peças com padrões extravagantes em cima. O ideal é equilibrar a silhueta e usar peças que aumentem a parte inferior do corpo, para deixar a largura dos ombros mais proporcional à silhueta

 

- As cores mais sóbrias ou escuras na zona a disfarçar, também são uma boa opção

 

Style you

News

ML_Collective_SangueNovo2-310x450-upscale(1).jpg

Estar na presença de algo completamente puro é um raro ato de deslumbramento, especialmente porque já não estamos habituados a lidar com a ausência de vícios. Mas a moda move-se no desconforto. A moda ganha velocidade no atrito. Cresce na colisão de opostos. É por isso que assistir a um desfile de Sangue Novo nos empolga, nos faz sentar à beira da cadeira, nos traz as borboletas de volta para o estômago: porque desarma. É aqui que reside a beleza da criatividade sem regras nem obrigações. É aqui que reside a liberdade.

Precisamos de Sangue Novocomo precisamos de oxigénio. Novo talento é tão essencial para uma visão clara e desafogada como respirar. Voltamos a abrir o concurso ao mundo e voltamos também a mantê-lo anual. O júri é composto por Miguel Flor (Presidente), que foi o vencedor do concurso Sangue Novo em 1996, e, desde então, tem sido um nome maior em moda, design, arte e fotografia, acrescentando à sua multiplicidade criativa a direção da revista Prinçipal e trabalhando constantemente na descoberta de novos talentos; Lidija Kolovrat, designer de moda nascida na Bósnia, estudou moda e cinema em Zagreb, Croácia e, em 1990, mudou-se para Lisboa para criar uma marca que se tornou num ícone da criatividade; e Veronique Branquinho, designer de moda belga com ascendência portuguesa, que estudou na Royal Academy of Fine Arts, na mítica Antuérpia, e que soma à sua marca homónima experiência no ensino, curadoria, direção artística e edição.

A convocatória a jovens designers foi enviada para as principais escolas de moda nacionais, europeias e americanas, foi partilhada online e, através dela, chegaram-nos 82 candidaturas vindas não só de Portugal, mas do Brasil, Reino Unido, França, Itália, Espanha, Roménia, Alemanha, Grécia, Holanda, Bélgica e Estados Unidos da América. Dos 59 portefólios portugueses e 23 internacionais que chegaram aos escritórios ModaLisboa, foram escolhidos 10 finalistas que, nesta primeira fase, apresentarão as suas coleções no dia 11 de outubro de 2019: André Santos, Beatriz Julião, Cêlá, Feliciano, Ferencz Borbala (Roménia), Filipe Cerejo, Flávia Brito (Brasil), Francisco Pereira, Inês Manuel Baptista e Louis Appelmans (Bélgica). É nesse mesmo dia que Adriano Batista(Diretor da revista Fucking Young!, a mais fresca, pertinente e disruptiva publicação de streetwear e moda masculina do momento) e Danilo Venturi(Diretor da Polimoda, a melhor instituição de ensino de moda em Itália, e uma das dez melhores do mundo) se juntam ao painel de jurados e anunciam os seis designers que passarão à fase seguinte do concurso. Cada finalista receberá um prémio monetário de 1000 euros e apresentará uma nova coleção em março de 2020. Só então é que o júri elegerá os vencedores do Sangue Novo.

 

MODALISBOA COLLECTIVE
SS 20
10. 11. 12. 13 OUTUBRO 2019
Antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento, no Campo de Santa Clara

(Notícia ModaLisboa)

O Lenço

O lenço é um acessório muito simples e que quase todas as mulheres têm no guarda-roupa!

 

Existem inúmeras formas de usar o lenço na cabeça e renovar o visual, a ter em conta as principais dicas:

 

- Turbante ou mid-turbante

O lenço cobre toda a cabeça ou somente o contorno, dá um ar sofisticado, retro e um tanto exótico ao visual e é perfeito para um visual mais casual ou para passar do dia para a noite

 

- Headband

Aqui são várias as opções, pode-se usar de maneira tradicional para um toque mais casual, na frente para um dar um ar mais boémio ou amarrado com um laço, para quem procura um visual mais feminino

 

- Amarrado por baixo do queixo

Dá um ar vintage, muito natural e um toque de glamour imediato, especialmente se combinado com óculos de sol grandes

 

- Rabo de cavalo

O simples e confortável rabo e cavalo cria um ar fresco e muito feminino se amarrado com um lenço. O visual continua sendo casual mas com um toque especial

 

Style you

A Não Perder!

Valentim Quaresma Apocalipse.jpg

Valentim Quaresma apresenta, no Palácio Nacional da Ajuda, Apocalipse, na Sala dos Embaixadores, do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, uma exposição de escultura resultante da sua residência artística.

 

A inspiração da arquitetura neoclássica do Palácio cria um diálogo com o seu imaginário utópico e enigmático, contrastando o seu universo criativo com a autenticidade dos interiores estilo Napoleão III.

 

Apocalipse é a revelação de estados de alma, num jogo onde a questão do poder da matéria se confronta com a espiritualidade.

 

A exposição estará patente até 31 de dezembro.

O Vestido Certo

Escolher um vestido pode não ser uma tarefa facil e às vezes uma preocupação!

 

O que está na moda? Deve-se seguir uma segunda ou terceira opinião? Qual o limite de dinheiro que se deve gastar com um vestido? Qual o vestido que mais favorece? Estas são algumas de muitas outras perguntas, mas a principal é: Como escolher o vestido ideal para cada tipo de corpo ?

 

A ter em conta as principais dicas de como escolher o vestido ideal:

Muito peito

- Para quem tem muito peito é interessante privilegiar os decotes quadrados e trespassados

- Os decotes profundos devem ser evitados

 

Pouco peito 

- Privilegiar os decotes profundos na frente ou nas costas

- Os tecidos plissados e trabalhados na região do peito ajudam a dar volume

- As mais magras podem usar tecidos mais transparentes

 

Braços volumosos

- Os modelos de alças e cai-cai devem ser evitados, usar de preferência vestidos com mangas longas, ¾ e/ou boca-de-sino

 

Perna curta

- Usar vestidos com cintura alta e decotes em “V”, pois afinam e alongam a silhueta

- Usar igualmente sapatos de bico fino e salto alto

 

Sem cintura

- Preferir os modelos ajustados ao corpo, pois ajudam a valorizar a zona da cintura

- Usar igualmente e se possível, um cinto

 

Barriga flácida

- Invistir em tecidos estruturados

- Os modelos de vestidos “império” ou com cintura baixa são ideais para disfarçar a indesejada barriguinha

 

Style you

News

Claus Porto.jpg

A histórica marca portuguesa Claus Porto, famosa pelas suas fragrâncias e produtos de beleza, prepara-se para abrir a sua segunda loja em Lisboa.

 

O novo espaço, que será o terceiro em Portugal, abre portas na Baixa da cidade.
 

Embora não revele, para já, a data de abertura exata nem o endereço da nova loja, a Claus Porto indica apenas que “esta abertura representa um contributo para a nova vida da Baixa Lisboeta e mais um passo na estratégia de retalho” da marca.
 
 
Além das suas lojas próprias em Portugal e nos Estados Unidos, a Claus Porto chega a cerca de 60 países através da presença em diversos espaços, entre outros, Bergdorf Goodman, Neiman Marcus, Liberty London e The Conran Shop, Le Bon Marché e Printemps, e ainda nas plataformas online como Net-a-Porter e Mr Porter.